Um olhar envergado ou o que eu vejo é um outro (versão em pdf)

por Ericson Pires

Como quem distraidamente tropeça em astros, Omar Salomão encontra suas imagens, seus objetos, suas palavras. Em meio a uma aventura cotidiana se lança e extrai desses objetos um olhar transgressor, ressignificando-os na imersão de seu campo poético; campo esse que se configura no perpétuo encontro com o “novo”: olhar novamente o já olhado, transversalizar, cruzar novamente por ele sendo outro. Sua câmera perambula, deambula no extremo do objeto retratado. Ao modo de Bateau Ivre rimbaudiano, inventa seu trajeto e nos faz experimentá-lo com ávido interesse e questionamento: o que eu realmente vejo? De onde estou olhando o que vejo? Como ver isso que vejo?

No entanto, outro elemento é fundamental em meio a sua concepção: a palavra. É na palavra e através dela que vela revelando as nuvens como parte das turbulências de seu olhar. É a palavra o elemento libertador do olhar, cruzando o exercício imagético dos seus objects trouvés. Omar liberta no encontro a palavra do seu sentido livro e a imagem fotográfica da sua imobilidade, atravessando-os como um navegante ébrio singrando mares conhecidos, desconhecendo-os, inventando mapas aéreos de afirmação de outros novamente novos, confirmando a potência de um olhar travesso de um jovem libertador de conceitos e mundos. É a força de um trabalho de arte que ama a experiência e experiência o amor no interior de um processo de criação cotidiano e corajoso. Um olhar para se envergar. Um olhar envergado.

Ericson Pires

CLIPPING (assessoria de imprensa | Fabiane Pereira fabiane.pereira@valentinacomunicacao.com.br)

>> release da exposição

>> entrevista para o hélio (vídeo | youtube)

>> jornal o globo, segundo caderno: Os Novos Sentidos de Omar Salomão

>> partybuster: As minas do príncipe Salomão

>> jornal do brasil: heloisa tolipan  (pdf)

>> jornal o globo: rio show

>> revista caras: 27 de outubro de 2011

>> revista caras: 13 de outubro de 2011 1 e 2

>> glamurama | joyce pascowitch

>> jornal o globo: nota no segundo caderno

>> jornal o globo: caderno zona sul, coluna abalo – scarlet moon

>> jornal o globo: curtinha na coluna gente boa, segundo caderno